Lançamento da obra da Frente Ribeirinha

 

Trata-se de um passadiço pedonal e ciclável, ao longo de seis quilómetros, que permitirá “devolver este espaço único do nosso território, sem barreiras físicas, à população. Foi um processo complicado, mas, finalmente, vamos ter obra alicerçada num sistema de mobilidade urbana sustentável ", afirmou o presidente da Câmara Municipal de Loures, Ricardo Leão.

 

Este percurso, em madeira, contemplará vários postos de observação de aves; catorze túneis de sombra; instalação de um sistema de iluminação LED, com alimentação autónoma através de células fotovoltaicas integradas numa das faces e no topo dos postes de madeira; e sinalética orientativa e informativa.

 

No futuro, assumiu Ricardo
Leão, será "construído um parque verde com acesso a este percurso. Após as Jornadas Mundiais da Juventude lançaremos um projeto para uma passagem aérea sobre a linha de comboio e outra sobre o IC2  para estabelecer uma ligação a esta área".

 

A empreitada da estrutura ribeirinha tem um prazo de execução previsto de dez meses.

 

O Percurso Ribeirinho ligará o concelho de Loures ao de Vila Franca de Xira e, posteriormente através de ponte ciclopedonal sobre o rio Trancão que também está em construção, interligará ao território de Lisboa, na zona do Parque das Nações.

 



Notícia publicada pelo Municipio de Loures






Ajude a divulgar!
Partilhe esta notícia no


Ou dê o seu like!