Zona central de Gavião ganha nova imagem com requalificação do adro da Igreja

Com a conclusão da requalificação do adro da Igreja, a comunidade de Gavião, em Vila Nova de Famalicão, ganhou um verdadeiro centro cívico. A convicção foi partilhada este domingo, 2 de maio, pelo presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, e pelo presidente da Junta de Freguesia, António Emídio, na cerimónia de inauguração desta obra há muito ansiada pelos gavienses.A empreitada contou com um apoio municipal de 127.500 euros. Paulo Cunha fala numa intervenção que “vem dignificar este espaço central de Gavião” e que “vem fechar um ciclo de intervenções realizadas nos últimos anos de modernização das várias valências que o rodeiam”, apontado como exemplo as intervenções realizadas no cemitério, na capela mortuária, entre outros.O presidente da Junta de
Freguesia fala num espaço pensado para as pessoas. António Emídio aproveitou para agradecer todos os outros investimentos que têm sido realizados pelo executivo municipal na freguesia e que “têm mudado radicalmente Gavião”, nomeadamente, ao nível da requalificação da rede viária, da infraestrutura educativa, do saneamento básico e no “apoio incansável” ao tecido associativo.O responsável pela Junta de Freguesia apontou ainda novos projetos para o futuro de Gavião, ao manifestar o desejo de ver concluída a requalificação da Avenida Padre José Felgueiras de Abreu e de ver o atual salão paroquial transformado “num auditório moderno e multifuncional”.Paulo Cunha acrescentou ainda que a freguesia de Gavião “reúne cada vez mais e melhores condições para que continue a ser um
local escolhido para viver, estudar, trabalhar e investir”, manifestando a “enorme e férrea vontade” do executivo municipal em continuar a trabalhar pela comunidade gaviense que “muito faz por merecer o investimento público que aqui tem sido feito e o muito que falta por fazer”. Refira-se que com a concretização desta obra Gavião passa a proporcionar melhores condições de acesso a um conjunto de estruturas prioritárias para a freguesia, como é o caso da igreja, da casa mortuária, do centro paroquial e do cemitério, assim como estruturas propícias ao convívio e ao lazer.
Notícia publicada pelo Municipio de Vila Nova de Famalicão






Ajude a divulgar!
Partilhe esta notícia no


Ou dê o seu like!