Seixal e a primeira autarquia a valorizar biorresiduos

O Seixal é a primeira autarquia a valorizar biorresíduos, no âmbito do projeto Recolher Porta a Porta para Valorizar, que a autarquia pretende implementar, até 2021, em todas as zonas do concelho que atualmente têm recolha de resíduos urbanos porta a porta.

Numa primeira fase, essa recolha já está a ser implementada em Marisol, Vale de Carros e Belverde. Em Marisol e Vale de Carros, já foram entregues os contentores e já se iniciou a recolha. Só no primeiro dia foram recolhidos 2800 kg de resíduos urbanos biodegradáveis (RUB).

Em Belverde, a entrega dos contentores começou no início do mês de novembro e continua a decorrer, para iniciar a recolha em dezembro.

Assim, até ao final de
2019, ficarão abrangidas 975 moradias de Marisol, Vale de Carros e Belverde. O objetivo é recolher anualmente cerca de 374 toneladas de RUB na 1.ª fase do projeto nestas três áreas.

Na segunda fase do projeto, que irá decorrer em 2020 e 2021, a recolha seletiva porta a porta de RUB será alargada a todas as zonas que atualmente têm recolha de resíduos urbanos porta a porta, ou seja, a mais 15 mil moradias nas localidades de Vale de Milhaços, Verdizela, Fernão Ferro, Foros de Amora, Pinhal Conde da Cunha, Pinhal de Frades e Redondos.

Os contentores

Os contentores de RUB são castanhos, de 120 litros, e destinam-se às famílias que residam em moradias, que não façam compostagem e que pretendam aderir ao sistema de recolha seletiva. Os resíduos serão recolhidos porta a porta pela
Câmara Municipal do Seixal. Após a sua decomposição através de um processo natural, os resíduos transformam-se em composto, que será utilizado diretamente na rede de hortas municipais e nas produções agrícolas locais de cariz biológico. 

A recolha seletiva de RUB tem como vantagens  aumentar a valorização destes resíduos utilizando-os como um recurso e  aumentar significativamente o desvio de RUB de aterro sanitário, eliminando progressivamente a sua deposição direta em aterro. 

Permite ainda cumprir as metas comunitárias fixadas para 2020 e contribuir para outras estratégias e prioridades nacionais, incluindo a redução da emissão de gases com efeitos de estufa.

Tem como objetivos aumentar a reciclagem dos resíduos urbanos recicláveis, melhorar a limpeza urbana e garantir o cumprimento das metas estabelecidas na Diretiva Quadro dos Resíduos (DQR) e no Plano Estratégico para os Resíduos Urbanos (PERSU 2020).

É de
destacar que o Seixal é o primeiro município da região de Setúbal a implementar o sistema de recolha seletiva de RUB.

O que pode colocar no contentor

Pequenos resíduos verdes, como restos de vegetais crus e de frutas, pão, borras e filtros de café, sacos de chá, casca de ovo esmagada, ervas daninhas, folhas verdes, flores, restos de relva cortada, folhas secas, cortes e podas (pequena dimensão), agulhas de pinheiros, serradura, palha, restos de comida cozinhada (carne, peixe, ossos, espinhas, entre outros) e laticínios. Não coloque no contentor Resíduos de animais de estimação (areia de gatos, dejetos, etc.), cinzas e beatas de cigarro, cascas de frutos secos (amêndoas, nozes, etc.), resíduos de plantas ou corte de relva que foram tratados com produtos químicos e plantas com doenças ou infestadas com insetos.

Dias de recolha de resíduos

Vale de Carros e
Marisol Recolha de resíduos indiferenciados (lixo comum) - quartas-feiras, a partir das 7 horas Recolha de resíduos urbanos biodegradáveis (biorresíduos) - sábados, a partir das 7 horas

Belverde Recolha de resíduos indiferenciados (lixo comum) - segundas-feiras, a partir das 7 horas Recolha de resíduos urbanos biodegradáveis (biorresíduos) - quintas-feiras, a partir das 7 horas – só a partir de dezembro

O projeto Recolher Porta a Porta para Valorizar é desenvolvido pela Câmara Municipal do Seixal e financiado pelo POSEUR (Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos).


Notícia publicada pelo Municipio de Seixal






Ajude a divulgar!
Partilhe esta notícia no


Ou dê o seu like!