Poema inédito de António Ramos Rosa a Gastão Cruz lido na cerimónia de entrega do Prémio Nacional de Poesia António Ramos Rosa

22 de outubro de 2019

Realizou-se no passado dia 19 de outubro, na Biblioteca Municipal de Faro, a cerimónia de entrega do Prémio Nacional de Poesia António Ramos Rosa – VII edição, com a presença do poeta premiado Gastão Cruz.A sessão iniciou com a leitura de alguns poemas da obra premiada “Existência”, pela voz de Ana Cristina Oliveira e António Gambóias. Destaca-se o momento da leitura de dois documentos inéditos, de autoria de António Ramos Rosa, cedidos gentilmente pela sua viúva, Agripina Costa Marques, ambos dedicados a Gastão Cruz – uma carta e um poema,
que será publicado no último volume da obra poética de António Ramos Rosa, onde serão incluídos outros inéditos.Gastão Cruz invocou António Ramos Rosa no seu discurso, relembrando a sua influência e importância na sua obra e na sua vida.Já o Presidente da Câmara, que presidiu a esta cerimónia, que contou ainda com a intervenção da Diretora Regional da Cultura, Adriana Nogueira, regozijou-se com mais este feito literário de Gastão Cruz, “um génio persistente e consistente; um génio complexo, como era o de Ramos Rosa, que se reinventa e adapta no seguimento das décadas que atravessa”.Rogério Bacalhau destacou também a importância de Ramos Rosa e Gastão Cruz, entre outros, como expoentes da literatura portuguesa e grandes
responsáveis pelo crescendo de notoriedade que a poesia farense vem alcançando.O Coral Segundo Capítulo encerrou o evento, ao que se seguiu um porto de honra.O Prémio, no valor de 5.000 euros, teve o alto patrocínio da Fundação Millennium BCP, e contou com os apoios da Delta Cafés, Hotel EVA, ANA Aeroportos, Restaurante Tertúlia Algarvia, Faro Boutique Hotel e Direção Regional da Cultura do Algarve.O Prémio Nacional de Poesia António Ramos Rosa tem periodicidade bienal, prevendo-se a VIII edição ser lançada em 2021.Realizou-se no passado dia 19 de outubro, na Biblioteca Municipal de Faro, a cerimónia de entrega do Prémio Nacional de Poesia António Ramos Rosa – VII edição, com a presença do poeta premiado Gastão Cruz.A sessão
iniciou com a leitura de alguns poemas da obra premiada “Existência”, pela voz de Ana Cristina Oliveira e António Gambóias. Destaca-se o momento da leitura de dois documentos inéditos, de autoria de António Ramos Rosa, cedidos gentilmente pela sua viúva, Agripina Costa Marques, ambos dedicados a Gastão Cruz – uma carta e um poema, que será publicado no último volume da obra poética de António Ramos Rosa, onde serão incluídos outros inéditos.Gastão Cruz invocou António Ramos Rosa no seu discurso, relembrando a sua
influência e importância na sua obra e na sua vida.Já o Presidente da Câmara, que presidiu a esta cerimónia, que contou ainda com a intervenção da Diretora Regional da Cultura, Adriana Nogueira, regozijou-se com mais este feito literário de Gastão Cruz, “um génio persistente e consistente; um génio complexo, como era o de Ramos Rosa, que se reinventa e adapta no seguimento das décadas que atravessa”.Rogério Bacalhau destacou também a importância de Ramos Rosa e Gastão Cruz, entre outros, como expoentes da literatura portuguesa e grandes responsáveis pelo crescendo de notoriedade que a poesia farense vem alcançando.O Coral Segundo Capítulo encerrou o evento, ao que se seguiu um porto de honra.O Prémio, no valor de 5.000 euros, teve o alto patrocínio da Fundação Millennium BCP, e contou com os apoios da Delta
Cafés, Hotel EVA, ANA Aeroportos, Restaurante Tertúlia Algarvia, Faro Boutique Hotel e Direção Regional da Cultura do Algarve.O Prémio Nacional de Poesia António Ramos Rosa tem periodicidade bienal, prevendo-se a VIII edição ser lançada em 2021.


Notícia publicada pelo Municipio de Faro






Ajude a divulgar!
Partilhe esta notícia no


Ou dê o seu like!