Parceria contra euroceticismo: atividades e resultados

O projeto SMUG EU (Small municipalities against euroscepticism), que o Município de Torres Novas integrou no âmbito do Programa Europa para os Cidadãos, começou no dia 1 de setembro de 2017 e ao longo de 19 meses foram realizados seis eventos, incluindo quatro no formato de debate público.

 

Nestes debates, os cidadãos dos vários países parceiros puderam expor as suas opiniões e experiências sobre a União Europeia, expondo aspetos positivos, negativos e necessidades de melhoria, ao nível das politicas, dos programas ou regulamentos europeus.

 

O primeiro evento decorreu na Croácia, nos dias 11 e 12 de novembro de 2017. Estiveram presentes representantes de todos os países parceiros do projeto, apresentando a sua organização. Foi incluída uma conferência aberta ao público local, onde foram apresentados o projeto e os seus
objetivos.

 

O segundo evento realizou-se em Portugal, nos dias 28 de fevereiro e 1 de março de 2018, com uma maioria de participantes portugueses e onde os participantes tiveram espaço para debater entre si sobre o euroceticismo. Foram utilizadas metodologias como os questionários e debate em pequenos grupos, focando os principais fatores que provocam o euroceticismo e os seus efeitos na construção europeia.

 

O terceiro evento foi organizado na Roménia, entre 6 e 7 de junho de 2018, mantendo-se a discussão em torno dos fatores que promovem o euroceticismo. Num encontro que teve os jovens de várias associações locais como maioria dos participantes, voltaram a utilizar-se os questionários, a sua análise e debate, focando os aspetos positivos da participação no projeto europeu.

 

O quarto evento decorreu na Macedónia nos dias 19 e 20 de setembro de 2018, centrado nos países do projeto que ainda se
encontram no processo de adesão à UE (Sérvia e Macedónia). Cidadãos de países membros e não membros discutiram aspetos positivos e negativos da integração europeia e trocaram experiências propostas e projetos que este processo possibilitou nos seus territórios.

 

O quinto evento realizou-se na Eslovénia, dias 7 e 8 de dezembro de 2018. Foi o último debate público do projeto, tendo-se sumarizado as atividades e conclusões dos eventos anteriores, e definido, na perspetiva dos parceiros, quais os fatores promotores do euroceticismo e como se manifesta na comunidade. Foram ainda enunciadas propostas de como tentar contrariar este movimento, através de exemplos de ações ou campanhas, sugeridas pelos participantes.

 

O sexto e último evento voltou a realizar-se na Croácia, nos dias 8 e 9 de março de 2019, tendo sido apresentadas as conclusões do projeto, numa conferência pública. Entre os participantes, estiveram também
alunos do ensino secundário, possibilitando a sua interação com os parceiros e o acesso a conteúdos relativos à construção europeia.

 

O euroceticismo é um movimento que ganha força com a complexidade politica do processo de construção, decisão e funcionamento da União Europeia, visto como distante dos cidadãos.

 

Também por isso, estes tendem a não participar nos processos democráticos associados. Para que esta distância se reduza é preciso que os dois lados, instituições europeias e cidadãos encontrem novas formas de interação e cooperação.

 

Todas as atividades e resultados do projeto podem ser consultados nos documentos que os parceiros produziram, disponíveis no link: https://www.smug-eu.eu/project-results-published/

 

href="/images/dev_images/Noticias/2019/05_Maio/SMUG_2.jpg" target="_blank" type="image/jpeg" class="jcepopup autopopup-single">     


Notícia publicada pelo Municipio de Torres Novas






Ajude a divulgar!
Partilhe esta notícia no


Ou dê o seu like!