Em memória das vítimas da peste de 1599, Câmara Municipal da Praia da Vitória dá continuidade ao compromisso com São Sebastião

No próximo domingo, dia 19 de janeiro, será realizada, pelas 12h00, na Igreja Matriz da Praia da Vitória, a tradicional missa em honra de São Sebastião, cumprindo-se assim, mais uma vez, o compromisso assumido pela Câmara Municipal da Praia da Vitória de lembrar as vítimas da peste do final do século XVI.

Recorde-se que, o ano de 1599 ficou marcado por uma epidemia “de peste do oriente” que vitimou mortalmente mais de sete mil pessoas na ilha Terceira, de mais de 30 mil pessoas que adoeceram com o surto.

Reza a história que a epidemia teve origem numa arca com fazenda que desembarcou em Angra do Heroísmo e que terá sido aberta, a 15 de abril de 1599, na Rua da Esperança. A partir daí, a peste alastrou, tendo sido identificada na Praia em maio daquele ano, tendo
então sido criada a primeira Casa de Saúde. A violência da epidemia foi de tal ordem que os registos indicam que, “em poucos dias, só na freguesia da Matriz, matava mais de 700 pessoas”, lê-se no Boletim n.º 4 do Instituto Histórico da Ilha Terceira, de 1946.

Ora, perante tal calamidade, que durou até 20 de janeiro de 1600, tomaram as Câmaras da ilha, por padroeiro São Sebastião, tendo-se, durante muitos anos, assinalado na ilha a festividade em honra do Santo.

Foi então aprovado um voto, no final do século XVI, que preconizava a realização de uma homenagem a todas as mais de sete milhares de vítimas mortais da peste, compromisso assumido pelas autarquias e que, em particular, a Câmara Municipal da Praia da Vitória renovou em 1962 e reconfirmou em
1973.

Neste sentido, todos os anos, o Município praiense mantém o compromisso de mandar celebrar uma eucarística em memória das vítimas da peste de 1599, facto que sucederá no próximo domingo, na Igreja Matriz da Praia da Vitória.

Gabinete de Comunicação.


Notícia publicada pelo Municipio de Praia da Vitória






Ajude a divulgar!
Partilhe esta notícia no


Ou dê o seu like!